ORIENTAÇÃO VOCACIONAL

Até o começo da década de 30, após o ensino médio os jovens optavam por magistério, contabilidade, direito, medicina e engenharia. Hoje, a variedade de profissões é grande e novas atividades não param de surgir.
É possível trabalhar com quase tudo o que se gosta de fazer. É possível trabalhar com cozinha, moda, viagens, artesanato, áreas que antes só existiam como hobby e hoje estão profissionalizadas, até ser astronauta, esportista, inventor, escritor, artista, além das profissões tradicionais.

Em geral, a partir dos 15 anos, os adolescentes já têm que começar a pensar e planejar o que vão fazer durante a maior parte de suas vidas. A pouca experiência e a variedade de opções no mercado levam os jovens a terem muitas dúvidas sobre qual profissão seguir.
A partir dessa necessidade criou-se uma área da Psicologia que aplica testes organizados por psicólogos para direcionar o estudante a conhecer melhor as áreas com as quais tem afinidade.

Como eu faço Orientação Vocacional?


A orientação vocacional não determina o que a pessoa deve cursar. A técnica serve para apontar os cursos com os quais a pessoa tem mais afinidade. O objetivo é ajudar pessoas indecisas a refletir sobre a escolha da profissão, ajudar o jovem a pensar sobre sua própria realidade; analisar os conflitos diante da tomada de decisões em relação ao presente e a seu futuro profissional.

O trabalho de orientação vocacional é voltado para o autoconhecimento.

O jovem deve tentar descobrir o que o satisfaz e, a partir daí, realizar suas escolhas. Para isso é feito um levantamento que responde a 5 questões:
  • quem sou?
  • O que eu gosto?
  • Quais são meus interesses?
  • O que eu tenho habilidade para fazer?
  • O que/onde existe formação e trabalho nestas áreas? Visão de futuro.

    A decisão é uma escolha pessoal. O psicólogo vai acompanhar o jovem em suas reflexões, auxiliando-o a definir de maneira mais lúcida e segura sua escolha para que seja integrada, harmoniosa e feliz consigo mesma.
    A finalidade da Orientação Vocacional é avaliar, analisar, esclarecer e informar o examinando suas áreas de interesses, aptidões específicas e gerais. Revelar também, tendências e habilidades em área ou campos de trabalho.
    O objetivo da Orientação Vocacional é associar esses campos e sugerir caminhos ou tendências profissionais, que possam estar mais próximas das possibilidades, capacidades e interesses do examinando.

    Isto é feito através de testes, conversas, pesquisa de profissões, de profissionais, cursos e mercado de trabalho.
    Os testes são um instrumento insubstituível para conhecer a mentalidade da pessoa, porque fornece vários subsídios e uma rápida avaliação das áreas de comportamento, interesses, habilidades.
    São muito importantes num processo terapêutico de Orientação Vocacional, mas são ferramentas dentro de um leque de possibilidades que devem ser exploradas. A inteligência e as aptidões da pessoa não bastam para garantir o êxito em uma profissão. Com eles saberemos aquilo que um individuo é capaz, ainda assim não saberemos prever com certeza o que ele realizará.

    O que nos mostrará e no ensinará como uma pessoa se serve dos seus dons, será o estudo de sua personalidade e em particular os testes de personalidade.
    Quando o assunto é orientação vocacional, uma dúvida comum é sobre a validade dos testes. Será que é possível, a partir de algumas perguntas e encontros, descobrir qual a profissão ideal? A realização de testes via Internet e em revistas pouco vão dizer sobre a sua verdadeira vocação. Por isso, é importante buscar um profissional especializado que possa integrar os aspectos psicológico e social do jovem, sua personalidade e emoções.

    Quem deve fazer Orientação Vocacional?

    Mais da metade dos formados nas oito principais carreiras do vestibular trabalha fora da área para qual estudou, segundo dados do centro de pesquisa Observatório Universitário, no Brasil, mostrando que quando a escolha profissional não é feita de forma consciente, leva ao insucesso, a insatisfação além da perda de anos de estudo e investimento financeiro.
    É indicado para adolescentes e também para adultos que estejam em conflitos com sua escolha profissional, podendo ou não estar relacionado com as constantes modificações do mercado de trabalho.

    Duração: em média, 8 sessões de 1 hora.


 

 

 

 

 

 

Rua Vergueiro,1421 - 7o. and. cj 701
Paraíso - São Paulo/SP
Fone: (13) 3022.5681

Av ana costa,482 CJ 911
Santos/SP
Fone 13-3022.5681

E-mail: magali.hemzo@gmail.com
SKYPE - magali.hemzo